Home > Colunistas > Homenagem ao médico Chico Passeata

Homenagem ao médico Chico Passeata

Sol Negro
Por *Manoel Fonseca

(Homenagem ao m̩dico Francisco das Chagas Dias Monteiro РChico Passeata)

Conheci um homem, que me fez parceiro
Desde os tempos de nossa juventude.
Pensando conquistar o mundo inteiro,
Cultivar sonhos era sua virtude.

Tinha um jeito de agir tão especial
Solidário, intuitivo, cativante
Tratava a todos como seu igual,
Sem abdicar de ser irreverente.

Se feito um trato, cumpria a sua parte,
Mesmo quando às vezes era traído.
Fazia da lealdade sua arte.
Sofreu derrotas, mas não se fez vencido!

Abriu caminhos nos becos sem saída,
Pulou fogueiras, fez mil e uma pontes,
Deixou lembranças após cada partida,
Iluminou-se, construiu horizontes.

Era um sol negro de rara beleza,
Um diamante de brilho mais puro.
Rebelde pleno de delicadeza,
Guerreiro, poeta, porto seguro.

De codinome Chico Passeata,
Curtia essa denominação.
Ganhou, nas lutas, força de cascata
De sua revolucionária missão.

Vai, amigo Chico, singrar os mares
Do insondável mundo do infinito,
Bagunçar o coreto destes ares,
Passeatando em permanente agito!

Fortaleza, 13/08/2011
Manoel Dias da Fonsêca Neto

pab

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *