Home > Colunistas > Eunicio Oliveira e a Macro Política – A Presidência do Senado (2017-18)

Eunicio Oliveira e a Macro Política – A Presidência do Senado (2017-18)

O senador Eunicio Oliveira (PMDB) começa a concretizar a primeira liderança peemedebista no Congresso, que foi constituída na presidência do Michel Temer (PMDB). Eunicio Oliveira será o novo presidente do Senado no biênio (2017-2018), com apoio da maioria dos representantes do Congresso Alto. O PMDB tem noção da necessidade de apaziguar o Congresso nesse período de turbulência política-institucional no Palácio do Planalto.

O investimento político-administrativo do senador, Eunicio Oliveira (PMDB), para se tornar o presidente do Senado, não tem parâmetro na política nacional. Eunício Oliveira precisava conquistar esse importante posto da República, para reconstruir a sua trajetória de homem público. O peemedebista parte da premissa de que sua fonte de força eleitoral é a macro política, que é feita em Brasília.

O cenário político cearense deverá sofrer enorme mudança nas suas correlações de forças internas: governo x oposições. O senador Eunicio Oliveira (PMDB) vai tentar ser o principal líder das forças políticas contrárias ao condomínio político-administrativo do ex-governador Cid Gomes (PDT). Eunicio Oliveira deverá construir um triunvirato, na oposição, com o ex-governador Lúcio Alcântara (PR) e o deputado federal Genecias Noronha (SD), para mais adiante ampliar esse bloco político, com o apoio do grupo político do ex-governador Domingos Filho (PSD-PMB).

O futuro presidente do Senado, o peemedebista Eunicio Oliveira, já compreendeu o surgimento do novo bloco partidário (PSDB-PSB) sob a liderança do senador Tasso Jereissati (PSDB) e do governador Camilo Santana (PT), que mantém o apoio dos irmãos Gomes (Ciro-Cid). Eunicio Oliveira ainda precisará enfrentar o atual presidente do TCM, o ex-deputado estadual Domingos Filho, que tentará ser a principal voz oposicionista alencarina ao governador Camilo Santana (PT), na esfera pública e nos meios de comunicações, para somente então no próximo ano sentar ou negociar com o diretório estadual do PMDB.

Luiz Cláudio Ferreira Barbosa, sociólogo e consultor político

Fortaleza, 18 de Janeiro de 2017

Luiz Cláudio Ferreira Barbosa
Sociólogo, escritor, consultor e analista político.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *