Home > Colunistas > Régis Barros: O sorriso de uma criança

Régis Barros: O sorriso de uma criança

O sorriso delas alivia até a alma mais doente. Puros e sinceros. Felizes e intensos. Desapegados do material e dos estigmas que regem os comportamentos dos adultos. Assim, são elas. Assim, são as crianças. A expressão da sua beleza aparece no seu sorriso bondoso e preenchido de pureza. Se nós, adultos, estivermos imersos na amargura, basta-nos procurar um sorriso de uma criança. Aí, sim, entenderemos que nossa forma de agir e o nosso caminhar na estrada da vida estão repletos de equívocos. Nós nos embrutecemos. Nós nos atormentamos. Nós produzimos o mal e a maldade. Ficamos alheios frente ao simples e criamos essa sociedade maniqueísta, dicotomizada, doente, perversa e preconceituosa. Nesses momentos, em que faço insights sobre esse mundo cão, meus filhos me salvam. Eles nem notam isso, mas eles me salvam do niilismo produzido pelo cancro dessa contemporaneidade. O sorriso deles é um bálsamo para mim. Recarrega minhas energias e fornece a esperança de um futuro mais leve. Entendo que, toda vez que uma criança sorrir, podemos esperar um mundo melhor. Carecemos disso, ou seja, mais sorrisos infantis. Carecemos disso, ou seja, sermos mais crianças. Somos adultos que, sem notar, constroem o caos e a infelicidade. As crianças, pelo contrário, só são capazes de fomentar o que é bom e aquilo que é feliz. Nessa jornada da felicidade, seus sorrisos pueris são a essência do belo e do puro. As crianças são a certeza do divino. Nelas, há paz. A partir delas, eu noto Deus. Que seus sorrisos, então, sejam capazes de nos possibilitar vida em meio a tudo isso que vivemos.

(*) Léo e Ben sorrindo amorosamente para mim num final de domingo

Régis Eric Maia Barros é médico psiquiatra mestre e doutor em saúde mental

Régis Eric Maia Barros
Médico psiquiatra, Mestre e doutor em saúde mental pela FMRP-USP e membro do Movimento Médicos pela Democracia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *